Total de visualizações de página

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Amor de Dinossauro.

Dia 5/12/2013 mais uma vítima que coloquei nos anais da historia.
Então vamos a “Istorioa” vai começar com bla bla bla.
Com o convite do Rodrigo Carvalho para passear, pois ele tem historias para me contar, de um de samba que ele vai cantar e de um projétil que em janeiro vai disparar.
Com o entardecer destino foi estabelecer, Praça da Bandeira onde a ecleticidade não deve dar bobeira para depois da saideira.
A caminho íamos parando e tirando a poeira do tempo, e a glote limpando, depois temperado no Tempero da Praça que metros a seguir Bar da Frente parar mais uma gelada para cair, e quem quase caiu na “Istoria” depois de pouco a falar por mais de hora hora e meia vamos lá, foi a Catia do Aconchego Carioca , que por sorte teve que ir, se não era mais uma vitima a vir.
Continuando a caminha, Botto Bar na jornada para umas Noi Amara cheia de I.B.U para dar.
Ai o Rodrigo lembro "vamos já pois começou a pingar" cada pingo com tamanho de lagrimas de tiranossauro REX que banho dava para tomar, partiu para  Bar e Lanchonete REX onde tem as galinhas para o bucho enganar.
Como a vitrine esvaziando as galinhas na brasa rodando a assar nada melhor que um coquinho para esquentar.
As galinhas do REX bem temperadas macias e assadas bem amadas ao lado no Hotel Saionara.
Um pequeno rio na rua do Matoso começou a se formar, e um engenheiro de obras prontas da prefeitura de lá do fundo do bar a gritar "pode ficar que a rua não vai encher, vai logo esvaziar." Então falei "vamos apostar que essa M... vai piorar!" E o “enchenheiro” não apostou e sim vazou, e o Rodrigo cantou, três pontos na minha começando a purinha, gato aqui e rato lá.
O jogo rolando e a leve brisa de S.W com “jarádas” de vento com vários NOS aumentando, aí nós “viu” o raio que caio, no transformador do poste de luz que explodiu, P.Q.P. sem luz e a água subindo e as velas surgindo e o Rex num clima romântico ficou.
Ficou uma penumbra que pouco vejo e escuto mais o Rodrigo a gargalhar não sei se era para mim ou de mim não sei, só sei que com a eletrostática magnética da descarga elétrica alem de molhar minha cueca tinha farofa ate na minha careca.
Fui secar e limpar os “ óculos “ para melhor enxergar, e vi o “Rodrigo Carvalho” se transforma em Birô em cima de dez centímetros de mármore entre a vitrine de vidro a se em empoleirar como um “ Galo Cantou” que não sabe nadar.
Dentro do REX com a água acima das canelas abaixo da virilha foi quando a coisa ficou russa e muito pior (RS.) foi quando o Russo não queria vender mais cerveja, aí tivemos que ir embora pois já estava na hora de sair para nadar, para onde vamos parar.
E boiamos a sete metros "Dalila" na garagem do Hotel Saionara para ver o cardume de cones de transito passar.
Foi quando uma pequena gambá urbana pré-histórica tentou nós amar com seu beijos cheios de dentes para fixar sua leptospirose, mais não deu, que deu foi um pula daqui e pula pra lá agente rodando igual ciranda de samba de crioulo doido onde fui parar.
Fui parar no Matosão que mas para frente essa "Istoria" vou contar, e chaga de bla bla bla.


Bar e Lanchonete REX
Rua do Matoso nº 7
Rio de Janeiro - Praça da Bandeira.
mapa

19 comentários:

  1. Porra! Num vender cerveja prum ilhado vai contra todo o códido de ética dos butiquim du mundo! Mas essa galinha tá com car de q cisca q é uma beleza!
    Dirley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dirley
      Acho que o Russo não queria vender mais por que estava sem luz
      e a cerveja não estava muito gelada (rs).
      Essas galinhas do REX cisca bem no garfo que só vendo (rs)
      Abraços.

      Excluir
  2. Que maluquice do caraio! Traz um bote!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cesar Oliveira.
      Si eu ti contar que passou um cara de bote você acredita? (rs)
      Abraços

      Excluir
  3. Show! Queria eu estar numa sexta neste glorioso circuito! Maravilha pura! :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabi
      Cuidado pois podemos (rs) porem vou consultar as condições
      meteorobiologias primeiro (rs).

      Excluir
  4. Show! Queria eu estar numa sexta dessas neste circuito! Maravilha pura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabi
      Cuidado pois podemos (rs) porem vou consultar as condições
      meteorobiologias primeiro (rs).

      Excluir
  5. Bonder vc é muito criativo!!!
    Além se ser uma figura, claro!!

    Bjs,
    Lili

    ResponderExcluir
  6. Grandes aventuras do Bond Buteco pelos rios da Pça da Bandeira.
    Dava até pra um livro....rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala feros
      Com Rios itinerantes a Praça da Bandeira
      continua elegante rsrsrs.
      Sobre o livro já é a quinta pessoa que fala nisso
      vou amadurecer ideia.
      Abraços

      Excluir
  7. Respostas
    1. Valeu :)
      que bom que gostou de mais uma "Istoria"

      Excluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir